“O importante é isto: estar pronto para, a qualquer momento, sacrificar o que somos pelo que podemos vir a ser”. (Charles Du Bois)
É sábio olhar para trás, pois é avaliando a tortuosidade de nossas pegadas que poderemos garantir um caminho reto para o futuro. Ninguém pode ser escravo de sua identidade; quando surge uma possibilidade de mudança é preciso mudar. (Elliot Gould)
“Grandes transformações são a somatória de pequenas mudanças”.
É de pequenas mudanças que se constrói um grande projeto de vida. Seja exigente com você mesmo e paciente com os outros. Todo mundo merece uma segunda oportunidade, até você. Justin Herald, autor do livro “Atitude”, diz algo fantástico em sua obra: “Não tenha medo de mudanças, pois na maioria das vezes elas representam libertação”. Lembre-se: os detalhes podem ser a causa das nossas vitórias ou derrotas. Leve-os a sério. Esteja sempre aberto às mudanças que forem necessárias. Quem não tem humildade para reconhecer que precisa mudar constrói sua casa sobre areia. Quando chegar o tempo das fortes chuvas, terá muitos problemas. Feliz é o casal que dá valor às pequenas mudanças, são estes que constroem sobre a rocha. Você já percebeu que todos os pontos que eu estou tratando neste livro dependem de humildade para colocá-los em prática? Sem humildade é impossível estar aberto e desarmado para aquilo que Deus quer fazer em nós. Quando uma pessoa é dominada pelo orgulho, o resultado final é tornar-se parecida com o maior inimigo de Deus e do homem – o diabo.
“A soberba é uma das armas mais usadas pelo diabo para impedir o fluxo da graça numa relação matrimonial; a soberba é como a fumaça... impede a visão”.
Você sabia que antes de resistir ao diabo, Deus resiste ao soberbo? Veja o que Tiago escreveu em sua carta: “Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes”. Depois, é que o autor diz: “Sujeitai-vos, pois, a Deus; mas resisti ao diabo, e ele fugirá de vós” (Tg 4.6,7). Que o seu coração seja humilde o suficiente para que a sua vida seja a cada dia transformada pelo Senhor. Sendo assim, o seu casamento experimentará, a cada dia, um crescimento em termos de qualidade.
O perigo de não estar sempre aberto(a) para as mudanças necessárias. Quando não há mudanças positivas, o casamento sofre um desgaste, e o que antes, aos olhos do cônjuge, era considerado atraente, agora é motivo de irritação. Veja como os dois eram, e como podem estar sendo hoje, por não aceitarem pequenas mudanças.
ANTES E DEPOIS DO CASAMENTO
Antes: você me deixa sem fôlego.
Depois: você está me sufocando !!!!!
Antes: estar ao seu lado...
Depois: vire para o seu lado.
Antes: me pergunto que faria sem ela(ele).
Depois: me pergunto o que faço com ela(ele) .
Antes: erótica(o).
Depois: neurótica(o).
Antes: ela(e) adora como controlo a situação.
Depois: ela(e) diz que sou um manipulador(a) egoísta.
Antes: é como se eu estivesse sonhando...
Depois: estou tendo um pesadelo...
Antes: adoro suas curvas.
Depois: Nossa, como você está gorda(o)!
Antes: ele(a) está completamente perdido(a) por mim...
Depois: por que ele(ela) não pede informações?
Antes: camisa dentro da calça...
Depois: barriga fora da calça...
Antes: não acredito que tenhamos nos encontrado...
Depois: não acredito que acabei ficando com você...
Antes: venha para a cama, que eu estou lhe esperando...
Depois: levanta, seu molenga, que tá na hora...
Antes: vem cá, benzinho, que eu esquento seu pezinho...
Depois: Xô para lá com esse pé frio ...
Antes: meu bem pra cá, meu bem pra lá...
Depois: meus bens pra cá , seus bens pra lá...
Se você identificou-se com essas declarações que o marido e a mulher fazem quando a relação está desgastada, pratique a humildade e busque ajuda para renovar seu casamento, resgatando aquilo que foi perdido: o respeito mútuo. Pequenas mudanças podem fazer toda a diferença no processo de renovação do relacionamento.
Visite nosso site: www.amofamilia.com.br